sábado, 16 de abril de 2011

Na Bíblia Sagrada estão as instruções de Deus.

 

146ea8a761ed5ef44a6f_peq

Não acrescentareis à palavra que vos mando, nem diminuireis dela, para que guardeis os mandamentos do SENHOR vosso Deus, que eu vos mando. Deuteronômio 4:2

Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar-se de tudo quanto vos tenho dito. João 14:26

Nos dois versículos acima podemos ver o perigo de não se ter interesse para conhecer a verdadeira vontade de Deus e seus mandamentos. As pessoas que nunca leram a Bíblia mesmo as convertidas a Jesus correm o risco de ser levada a acreditar em todas as “explicações” para os textos que estão na palavra para nossa orientação e deixa de seguir o que Deus diz para seguir ao que os homens dizem ser.

Vemos no primeiro versículo ainda do AT que Deus já usava os profetas para advertir que não alterasse de nenhuma maneira as suas ordenanças que apenas guardássemos no coração.

Já no segundo versículo vemos Jesus confirmar e também afirmar que todos que ouviram e ouviriam suas palavras seria ensinado e quando necessário lembrado pelo Espirito Santo que enviaria. Ou seja! Não precisamos que nos digam o que Deus quer dizer. Cabe ao Espirito Santo revelar através da lembrança do que lemos nas Escrituras Sagrada a Bíblia.

Em muitos textos da Bíblia Sagrada somos confrontados a crermos que somente pela fé é possível guardar os mandamentos de Deus e os ensinamentos sobre eles deixados por Jesus e que através do Espirito Santo o Consolador teremos a compreensão e discernimento. Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos. Hebreus 11:1.

A palavra afirma que ninguém nunca viu Deus. "Ninguém jamais viu a Deus;" (I João 4 : 12a

Então eu prefiro confiar naquilo que Deus diz sem ainda ter visto e não no que os homens querem me mostrar.

Ai dos que descem ao Egito em busca de ajuda, que contam com cavalos. Eles confiam na multidão dos seus carros e na grande força dos seus cavaleiros, mas não olham para o Santo de Israel, nem buscam a ajuda que vem do Senhor! Isaias 31:1

Como também afirma que Jesus veio ao mundo para que por Ele nos víssemos Deus. E quem me vê a mim, vê aquele que me enviou. João 12:45.

Portanto se cremos em Deus e em Jesus temos que crer que os mandamentos de Deus não podem ser alterados ou acrescidos por quem quer que seja. Nenhum conhecimento humano adquirido por estudarem a palavra de Deus como se um simples livro fosse merece crédito. Digo isso não por arrogância de Crente! É o próprio Jesus que afirma isso: “Quem não tem o Espírito não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus, pois lhe é loucura; e não é capaz de entendê-las, porque elas são discernidas espiritualmente”.

“Mas quem é espiritual discerne todas as coisas, e ele mesmo por ninguém é discernido;” I Coríntios 2:14 e 15.

Para ilustrar a verdade do que estou falando e do ensinamento de Jesus ontem passou na National Geografic um programa com o Titulo: Deus X Satã. Já estava passando há algum tempo quando sintonizei o canal e justamente na hora que um estudioso com dizia a apresentação do mesmo, da bíblia dizia a seguinte perola: Judas pode não ter traído Jesus por que quisesse… parece que tem um texto no evangelho que fala que satanás entrou em Judas, então pode ser que Satã que induziu a Judas. Desisti de continuar assistindo.  Não que está passagem não exista. Depois de dizer isso, Jesus perturbou-se em espírito e declarou: "Digo-lhes que certamente um de vocês me trairá".

Respondeu Jesus: "Aquele a quem eu der este pedaço de pão molhado no prato". Então, molhando o pedaço de pão, deu-o a Judas Iscariotes, filho de Simão.

Tão logo Judas comeu o pão, Satanás entrou nele. "O que você está para fazer, faça depressa", disse-lhe Jesus. João 13:21 e 26,27.

Já postei anteriormente que outro estudioso já tentou até inocentar Judas a verdade, porém é que Deus é onisciente, onipresente e onipotente, ou seja, tudo sabe e tudo vê. Portanto quando Jesus avisado pelo Espirito Santo que se aproximava a hora em que Ele Jesus seria entregue para ser crucificado foi também a Ele revelado que seria usado pelo inimigo de Deus para ajudar os Fariseus e os Sacerdotes Judeus que desejavam sua morte.

Porém o que esses estudiosos não são capazes de entender, pois lhes faltam o discernimento dado pelo Espirito Santo é que: não foi um mero acaso Satanás ter escolhido a Judas, assim como ainda hoje a pessoas que mesmo andando por um tempo na luz seu verdadeiro caráter é de trevas. Por diversas vezes Judas havia manifestado que não entendia o proposito de Jesus ele chega a demonstrar a falta de entendimento das palavras de Jesus.

Então Maria pegou um frasco de nardo puro, que era um perfume caro, derramou-o sobre os pés de Jesus e os enxugou com os seus cabelos. E a casa encheu-se com a fragrância do perfume.

Mas um dos seus discípulos, Judas Iscariotes, que mais tarde iria traí-lo, fez uma objeção:

"Por que este perfume não foi vendido, e o dinheiro dado aos pobres? Seriam trezentos denários".

Ele não falou isso por se interessar pelos pobres, mas porque era ladrão; sendo responsável pela bolsa de dinheiro, costumava tirar o que nela era colocada. João 12:3-6.

A muito que satanás já havia escolhido Judas pela má vontade dele entender que Jesus não era simplesmente um homem que viria a Jerusalém para tão somente expulsar os Romanos que dominava os Judeus. Jesus veio para libertar a humanidade do domínio de Satanás.

 “Estava sendo servido o jantar, e o diabo já havia induzido Judas Iscariotes, filho de Simão, a trair Jesus”.

“Jesus sabia que o Pai havia colocado todas as coisas debaixo do seu poder, e que viera de Deus e estava voltando para Deus;” João 13:2,3.

 

Ora então como estudiosos cheios de Ph. D. e suas teorias acadêmicas não conseguem compreender assim como estou relatando? Simples e respondido nos versículos de  I Coríntios 2:14 e 15 acima. E como então eu sem nenhuma formação teológica venho dizer que compreendo? Arrogância? Presunção? Não meus queridos (as). Vejam a continuação de I Coríntios 2 precisamente o versículo 16: “pois "quem conheceu a mente do Senhor para que possa instruí-lo? "Nós, porém, temos a mente de Cristo.”

"Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo." II Coríntios 5 : 17

Nossas mentes são renovadas para o entendimento das coisas espirituais de Deus: "E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou;" Colossenses 3 : 10.

O próprio apostolo Paulo viu a dificuldade dos estudiosos das Leis e das antigas escrituras para entenderem além da sua compreensão humana limitada: "A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder;" I Coríntios 2 : 4.

Quando um crente mesmo que seja considerado um indouto abre as escrituras ora e pede ao Espirito Santo que lhe dê entendimento ele se torna um ministro de Deus: "Mas falamos a sabedoria de Deus, oculta em mistério, a qual Deus ordenou antes dos séculos para nossa glória;" I Coríntios 2:7

"Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação." I Coríntios 1 : 21.

Para Deus estes estudiosos e suas teorias não representam coisa nenhuma: "Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia." I Coríntios 3 : 19.

Eu posso afirmar que para que qualquer pessoa que deseja aprender de Deus e seguir os seus mandamentos tendo aceitado a Jesus como seu único e suficiente Salvador e quer através da leitura da sua palavra ter conhecimento dos seus mandamentos? Peça a Deus.

"E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada." Tiago 1 : 5

Foi assim que eu fiz! E é assim que agradamos a Deus. Quando confiamos naquilo que não vemos mais temos certeza que assim é.

A isto chamamos de Fé em Deus no nome de Jesus.

Quem tem ouvido ouça.

Amém!

Vivo por Jesus

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Jesus! Nome que é sobre todo o nome.

 

cartao20

"Portanto, assim como vocês receberam Cristo Jesus, o Senhor, continuem a viver nele, enraizados e edificados nele, firmados na fé, como foram ensinados, transbordando de gratidão." Colossenses 2:6-7

Será que nos lembramos do dia que recebemos a Cristo Jesus em nossa vida? Será que temos vivido nele? Enraizados, edificados e firmados na fé? Para criarmos raízes precisamos permanecer firmes.

Uma das muitas transformações que ocorre na vida de uma pessoa que recebe a Jesus como seu Senhor e Salvador é o desejo sincero de passar a servi-lo com as novas maneiras de vermos as coisas em nossas vidas.

Hoje aconteceu de eu ter tido a oportunidade de relembrar os momentos que antecederam a minha conversão a Cristo.

Foi durante o tempo que estive em um Salão para cortar meu cabelo durante uma conversa trivial ocorreu que como tudo na vida de um crente termina sendo direcionado: a falar das coisas de Deus. Lá estava eu falando com Cabelereiro o Marcelo, por sinal estava sendo à primeira vez que fui ao seu Salão.

Falávamos sobre vaidade, implantes capilar, cirurgias plásticas e tocamos no assunto Riqueza X Felicidade. Onde ambos concordamos que não era tanto assim como a famosa justificativa de que o muito ter é garantia de felicidade. Esse nosso posicionamento teve a concordância de mais uma pessoa presente uma Senhora que também estava lá.

O que eu realmente quero comentar após este pequeno relato mesmo porque não tenho como reproduzir na integra toda a conversa que nesta altura já estava tendo a participação direta ou sendo ouvida por umas 05 pessoas, é dizer que quando uma alguém seja por qual motivo  rasgar o coração em sinceridade de desejo de ter uma experiência com Deus e declara com sua boca diretamente para Ele. "Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto." Isaías 55 : 6. Ele irá providenciar alguém ou algo que o leve diretamente aos braços do seu amado filho Jesus Cristo.  Isso aconteceu comigo.

E foi esta maravilhosa lembrança que eu não permito que se apague da minha mente e do meu coração que tive a oportunidade de compartilhar com aquelas pessoas que tinha acabado de conhecer e pelo meu desejar de estar enraizado em Jesus busco a qualquer momento poder demonstrar a minha gratidão pelo fato Dele ter morrido naquela Cruz por mim enquanto eu ainda nem o conhecia e pecava contra Deus.

Mais Deus é também nosso Pai por adoção em Jesus Cristo e Ele nos perdoa. "Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam;" Atos 17 : 30

Este é o caráter do meu Deus e Jesus como seu Filho não poderiam ser diferente! Não levando em conta a minha inimizade para com o Pai e antes que eu o amasse me amou. "Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro." I João 4 : 19.

Ainda sobre a conversa no Salão aconteceu de falarmos em relação à riqueza e/ou bênção material ai falei umas coisas  que pareceu surpreende-los.

1º Que Jesus não tem nenhuma preocupação com a conquista de coisa materiais para que crer nele. Apesar de não querer também que tenhamos uma vida de pobreza e mediocridade. "Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas." Mateus 6 : 33. O que Jesus quer nos ensinar é a confiar nele para tudo e não deixar que haja ansiedade pelas coisas além do necessário.

2º Afirmei que para conseguir a chamada prosperidade material não é necessário que acreditem em Deus ou que aceite a Jesus! E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo.

E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero.

Portanto, se tu me adorares tudo será teu. Lucas 4:5-7.

Esta passagem por si só deixa clara a patente divisão Espiritual do Mundo, mais que é deixada de lado ou tentam amenizar a sua verdade  pelo fato de colocar aparentemente em lado opostos as pessoas que creem em Deus e aceitam a Jesus ou por supostamente condenar aquelas que ainda não aceitaram. Este argumento baseado no passado onde homens que diziam serem verdadeiros interpretes da Escritura Sagrada e continuaram a criar regras e preceitos que nunca foram pedidos por Jesus. "Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento." (Mateus 9 : 13)

Mais é uma tremenda bobagem pensar desta forma, quando não muita má vontade! Pois não é assim que Deus vê os que ainda não creem em seu Filho: "Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas." Romanos 2:11

Acepção = Tratamento desigual de pessoas, com favoritismo, parcialidade e injustiça.

Antes foi para todos salvar que enviou seu Filho: Pois desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas para fazer a vontade daquele que me enviou.

E esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum dos que ele me deu, mas os ressuscite no último dia.

Porque a vontade de meu Pai é que todo o que olhar para o Filho e nele crer tenha a vida eterna, e eu o ressuscitarei no último dia. João 6:38-40.

Como costumo dizer: não prego Jesus para condenação de ninguém não fico apontando os caminhos do inferno e nem faço com que o meu Amado Jesus seja visto como um ditador que pega o que não é seu, eu sempre digo que Jesus é o que Ele é: O Caminho para Deus e quem me ouve falar Dele ouvirá por ser quem são! Vejam o versículo 14 grifado.

Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas.

Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas.

Ora, o mercenário foge, porque é mercenário, e não tem cuidado das ovelhas.

Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido.

Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai, e dou a minha vida pelas ovelhas.

Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor. João 10:11-16

Jesus não morreu por mim que reconheci a sua voz depois de 45 anos veja o que diz o versículo 16 também grifado. O que é afirmado, é que, mesmo você que não quer ouvi-lo agora não será desprezado, humilhado, rechaçado se, e quando quiser  achegar-se a Ele fizer.

Mais não perca tanto tempo para isso. "Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto." Isaías 55 : 6

Eu da minha parte só estou fazendo o que Ele me mandou:

E disse-lhes: “Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas”.

Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. Marcos 16:15 e 16.

Não tomem também esta verdade como uma ameaça!  Ela está somente refletindo as escolhas pessoais de cada um.

"Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam." I Coríntios 10:23. Foi a minha escolha por Jesus que mudou o meu pensar, agir, falar e ser.

Eu e todos aqueles que já aceitamos a Jesus não somos em nada especiais ou fomos escolhidos a dedo, somente optamos pela escolha certa pelo o único que morreu na Cruz por todos nós. "Porque também nós éramos noutro tempos insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros." Tito 3 : 3.

"Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." João 14 : 6.

A vocês que emprestaram os seus ouvidos hoje para que o nome do meu Senhor fosse glorificado oro para que sejam abençoados no nome de Jesus bem como a todos vocês que acompanham esta minha humilde contribuição para o reino de Deus neste blog.

"Fazendo sempre com alegria oração por vós em todas as minhas súplicas," Filipenses 1 : 4

"Assim vos digo que há alegria diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende." Lucas 15 : 10

Amém

AA Vivo por Jesus -

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Jesus é a razão do meu viver! Qual é a sua?

 

escondida

“No entanto, não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois um vapor que aparece por um pouco, e logo se desvanece”. Tiago 4:14

Quantos somos levados a ficarmos preocupados como o amanhã? O progresso da humanidade fez com que surgissem preocupações que excede a nossa capacidade mesmo que a principal delas já esteja caminhando com o homem deste a entrada do pecado no mundo: A morte.

Biologicamente falando a Vida e a Morte é definida assim:

VIDA= inicio do ciclo de metabolismo celular, com produção de energia e consequente respiração celular;
MORTE=término do ciclo do metabolismo celular, cessa a produção de energia e fim da respiração celular.

E apesar de todos terem a consciência deste fato biológico irreversível pode-se dizer que ninguém deseja compreende-lo e ao menos aceita-lo. Contudo mais que uma vida biológica o ser humano é também um ser espiritual. E ainda que alguns rejeitem e outros deturpem esta coexistência em nós, não se pode negar a influência que ao longo dos Séculos este tema tem sobre a nossas vidas.

O termo Espirito é usado de maneira que a depender da sinceridade de que a use pode levar-nos a crer em vários aspectos: deste aos medos infantis de fantasmas, crenças de vidas pós-morte com reencarnação, seres celestiais ou demoníacos, entidades espirituais etc.

O fato é, que de verdade em tudo que se fale de Espíritos é que realmente existe o mundo espiritual no qual todo ser humano estar inserido quer creia ou não.

E é sobre este aspecto da vida espiritual que quero hoje falar para vocês que: já que há a Vida Espiritual naturalmente também há a Morte Espiritual.

"Semeia-se corpo natural, ressuscitará corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual." (I Coríntios 15:44)

A morte espiritual tem um aspecto que a difere da morte biológica ou física. A morte espiritual se dá ainda quando o ser humano está em vida biológica. Como? Através da vida sem Deus. Pela pratica dos pecados são considerado mortos espirituais quem assim vive: Mas as suas maldades separaram vocês do seu Deus; os seus pecados esconderam de vocês o rosto dele, e por isso ele não os ouvirá. Isaias 59:2.

A morte espiritual é fruto da desobediência do Adão. "Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens por isso que todos pecaram." (Romanos 5:12)

Agora vem a boas novas que é o significado de Evangelho.

Tanto a morte espiritual como a física pode ser revertida. "No entanto, a morte reinou desde Adão até Moisés, até sobre aqueles que não tinham pecado à semelhança da transgressão de Adão, o qual é a figura daquele que havia de vir." Romanos 5:14

Deus não iria permitir que o Diabo tivesse domínio definitivo sobre a morte dos seres humanos e como Deus misericordioso; arquitetou um plano que não iria de contra ao seu caráter divino de criador, pelo qual não poderia simplesmente destruir uma criatura por não estar de acordo com seu princípio Santo. Mesmo Adão tendo falhado naquilo que seria a sua finalidade Ele aceitou que seu único filho amado Jesus viesse ao mundo como homem carnal vivesse como tal e fosse tentado em todos os pecados sendo então através da sua morte fosse tomado o poder recebido pelo Diabo através de Adão. "Porque, se pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo." Romanos 5:17.

Jesus mesmo como homem não se enquadra no versículo inicial. Pois Ele sempre soube o que aconteceria com a sua vida carnal e que sua existência era para a consumação do plano de salvação dos homens pela sua morte na Cruz.

"Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida." Romanos 5:10

É isso mesmo! Todos que não aceitam Jesus ainda estão na condição de inimigos de Deus e somente aceitando Jesus poderão se reconciliar. Nota: Quero fazer uma observação sobre esta afirmação.

É fato e o próprio Jesus afirmou: "Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha." Mateus 12 : 30.

Contudo o que quero que observem é que esta condição de que para uma pessoa seja Salva da morte Espiritual e tenha a certeza de que a morte física não o separará de Deus na eternidade dar-se pela aceitação de Jesus como seu único e suficiente Salvador! Esta condição é pela aceitação voluntaria!

Como postei outro dia escolher andar com Jesus é ficar livre de todas as amarras físicas e espirituais é experimentar a verdadeira liberdade.

Jesus nunca orientou aos discípulos e apóstolos que obrigassem a alguém segui-lo.

"E alguns criam no que se dizia; mas outros não criam." Atos 28:24.

"Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade." II Coríntios 3:17.

Ora meus caros amigos (as) como pode alguém achar que um Deus que enviou seu filho para morrer por nós iria por imposição arrebanhar as suas ovelhas? "Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido." (João 10 : 14)

Quem está pronto para ouvir a voz do bom Pastor irá dizer sim para Ele livremente.

O que Deus ainda faz por todos que ainda não conhecem seu filho Jesus é permitir que ovelhas como eu estivessem aqui no mundo viva pregando a sua palavra para quem estiver pronto para ouvi-lo que ouça.

Quem converte um pecador do erro do seu caminho, salvará a vida dessa pessoa e fará que muitíssimos pecados sejam perdoados. Tiago 5:20.

Jesus te Ama! E morreu por mim e por você.

Oração:

Amém

Vivo por Jesus - Cópia

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Quanto mais eles buscam…tempo eles perdem!

 

Nossa unica divida

Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!1 Coríntios 9:16

Vendo a repercussão do suposto achado do pregos que teriam sido usados na crucificação de Jesus fato este repudiado até por quem realmente encontraram os tais pregos:

“Documentarista 'encontra' pregos da cruz de Cristo e gera polêmica

Objetos foram achados durante escavação em 1990; arqueologistas contestam tese de diretor.

Da BBC

Apesar de não ter a mínima duvida não haver nenhum fundamento crível nesta noticia não pude deixar de comentar aqui unicamente pelo fato de estar relacionado ao meu Senhor Jesus.

Todo Crente conhecedor da palavra de Deus – A Bíblia. Sabe que Deus não deixou para trás nada material fora as Escrituras Sagradas que tenha relação a Ele e ao seu Filho Jesus justamente pelo conhecimento da tendência e perigosa capacidade dos homens de serem Idolatras!

"As coisas encobertas pertencem ao SENHOR nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei." Deuteronômio 29:29.

De tempo em tempo surge uma “novidade no mundo” na qual alguém busca convencer os incautos de plantão que em tudo acreditam, que finalmente encontraram “uma prova” da existência ou da não existência das coisas de Deus.

Agora! Não querendo julgar a capacidade intelectual do tal, surge este cidadão que está alardeando a todos os ventos esta bobagem, imaginem vocês que os Romanos dominaram sobre Israel de 63ac até 70dc imaginem também quantos milhares de Judeus ou outros inimigos de Roma que estavam em Jerusalém e em toda Judeia fora crucificados?

Encontrar agora dois preguinhos enferrujados e querer relacionar um fato daqui, com outro dali e dizer que pode ser exatamente os que foram usados para crucificarem Jesus! E muita falta de conhecimento de Deus e principalmente do que Jesus ensinou nos Evangelhos em relação ao significado de sua morte na Cruz.

Explicação dada. Vamos ao que interessa: A palavra de Deus verdadeira e não falsificada que é o Evangelho.

Como o Apostolo Paulo bem diz no versículo acima! Basta que preguemos o evangelho e nada mais.

Não precisam procurar: A Manjedoura, A Cruz; Os Pregos; O Manto; O Tumulo (Ele não está lá); Imaginar como foi a Santa Ceia (Pois se alguém acredita na do Da Vinci tá variando); O Cálice ou qual seria a sua imagem. Nada disso tem nenhuma importância.

"E disse-lhes: Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder." Atos 1:7

A estas pessoas com certeza Jesus também responderia. "E Jesus, respondendo, disse-lhes: Porventura não errais vós em razão de não saberdes as Escrituras nem o poder de Deus?" Marcos 12:24.

Fico pensando como até entre os cristãos parece ser difícil entender que a única coisa que temos que fazer para que as pessoas venham conhecer, saber, entender, crer e viver Jesus; é que basta adquirem o habito de lerem a Bíblia: "Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade." II Timóteo 2 : 15. E possam fazer aquilo que Jesus ensinou e ordenou: "E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura." Marcos 16 : 15

Aproveito para agradecer a todos que estão me ajudando a cumprir este mandamento nos seguintes Países do Mundo:

Visualizações de página por país :

clip_image001

Brasil

Estados Unidos

Rússia

Croácia

Cingapura

Reino Unido

Portugal

Alemanha

Indonésia

Canadá

Marrocos

Irã

Indonésia

O que eu estou aprendendo do reino de Deus é o que eu tento passar para vocês e tudo para honra e glória de Jesus.

Agradeço a todos que lendo as minhas postagens entendem assim que Jesus não exigiu que eu fosse um Teólogo, Estudioso, Infalível, Seu representante exclusivo, Fanático Religioso ou que antes precisaria provar a sua existência. "Pregando o reino de Deus, e ensinando com toda a liberdade as coisas pertencentes ao Senhor Jesus Cristo, sem impedimento algum." Atos 28:31.

Pregar a verdade de Deus é infalível, pois só sendo baseadas nas Sagradas Escrituras ela se sustenta. "Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá; para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder para todo o sempre. Amém." I Pedro 4:11.

Como é inútil e para nada se aproveita aos homens viverem uma vida na qual questionar o Criador de todas as coisas torna-se a razão para suas vidas. Jesus vivenciou pessoas que tinham esta mesma postura de ceticismo.

Ele respondeu: "Antes, felizes são aqueles que ouvem a palavra de Deus e lhe obedecem".

Aumentando a multidão, Jesus começou a dizer: “Esta é uma geração perversa”. Ela pede um sinal miraculoso, mas nenhum sinal lhe será dado, exceto o sinal de Jonas.

Pois assim como Jonas foi um sinal para os ninivitas, o Filho do homem também o será para esta geração. Lucas 11:28-30.

Para quem não conhecem  qual seria o Sinal de Jonas. Jonas é aquele a quem Deus enviou para alertar o povo pecador de Nínive. "Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até à minha presença." Jonas 1 : 2.

O qual sendo homem e pensando como muitos homens hoje ainda pensam que os pecadores não merecem perdão; não obedeceu o que Deus havia mandado. Preparou, pois, o SENHOR um grande peixe, para que tragasse a Jonas; e esteve Jonas três dias e três noites nas entranhas do peixe. Jonas 1:17.

Este é o sinal do qual Jesus se referia. Pois assim como Jonas esteve 03 dias no interior do grande peixe Ele Jesus iria estar morto por 03 dias e ressuscitaria.

Então meus caros Arqueólogos, Documentaristas, Cientistas, Teólogos, Historiadores e qualquer outro por qualquer motivo que lhes movam para buscarem “provas, evidências, pistas etc.” compreendam! Vocês só acharão e se acharem entenderá! Aquilo que Deus quiser mostrar-nos e com certeza se e quando algo isso ocorra, não será nem para mim nem para quem quer que seja em particular. Será para todos!

"Antes, como está escrito: Aqueles a quem não foi anunciado, o verão, E os que não ouviram o entenderão." Romanos 15 : 21.

"E então verão vir o Filho do homem nas nuvens, com grande poder e glória." Marcos 13 : 26.

Quem viver verá e quem tiver ouvido ouça.

Todas as nações que fizeste virão e se prostrarão perante a tua face, Senhor, e glorificarão o teu nome. Salmos 86:9

Jesus vive e voltará. Maranata.*

* "Palavra aramaica para "“ Venha, nosso Senhor! ". I Coríntios 16:12"

Amém.

Vivo por Jesus - Cópia

terça-feira, 12 de abril de 2011

Se há virtude! Que ocupe seu pensamento.

 

em obras

"Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento." Filipenses 4:8

Mais do que uma recomendação, este verso fala de uma necessidade que todo cristão tem, que é ocupar seus pensamentos somente com aquilo que glorifica ao Senhor. Não podemos impedir o inimigo de colocar pensamentos impróprios em nossa mente, mas podemos repreender e não deixar que ocupem lugar em nossa mente. O passarinho pode até pousar em nossa cabeça, mas não pode fazer ninho.

Hoje um colega de trabalho me perguntou se eu não bebia nem vinho? Eu respondi que não e que não sentia nenhuma falta ou necessidade de bebida alcoólica e ele por um conhecimento parcial de Jesus me questionou: mais Jesus não bebia vinho?

Expliquei que o vinho mencionado na Bíblia é o Mosto que é o caldo ou suco obtido das frutas, após serem espremidas, destinadas à elaboração dos diversos tipos de vinhos. Portanto não alcoólico e continuei a explica-lo que assim procedia não por proibição, mais exatamente pela liberdade que tenho após ter aceitado Jesus de não precisar de nenhuma forma de estimulante.

Antes de decidir qual o tema que iríamos abordar orei ao Espirito Santo e nem assim me dei conta deste dialogo, porém bastou atentar para o versículo acima para lembrar-me. Na verdade o versículo que usei para mostrar ao colega a razão da minha opção em não beber foi outro. "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam." I Coríntios 10 : 23.

Que, entretanto tem o mesmo sentido e verdade.

Agora começando a relatar este fato veio-me a lembrança das primeiras experiências que tive com o verdadeiro Deus da bíblia.

Me recordei da exata data que pela última vez coloquei uma gota de álcool na minha boca. Foi numa manhã do dia 22/06/2005* quando depois de recebido no trabalho um litro de licor de Jenipapo (fruta típica do Nordeste) e usada como ingrediente para preparo de licores nas festas Juninas, ao chegar em casa peguei um copo pequeno e coloquei aproximadamente 3 dedos do licor e ao prova-lo antes mesmo que tivesse sorvido me veio um pensamento; que com o tempo aprendi ser o Espirito Santo falando no coração e não na mente como pensei. E me questionei! Agora comtemplando o liquido no copo: porque que eu vou beber está cachaça? Eu nem gosto de cachaça! Realmente eu nunca gostei nem do cheiro da cachaça e bebia licor exatamente pelo fato da essência da fruta disfarçar o gosto e cheiro mais mesmo assim continuava sendo cachaça. Imediatamente joguei na pia da cozinha o que havia ficado no copo, arrolhei a garrafa e coloquei encima do armário da cozinha. E nunca mais nem a vi.

Nota: * Fui batizado nas águas em 21/08/2005.

Deste dia para cá nem imagino o porquê de algum dia ter precisado beber? Nenhuma das motivações que ouço e as inúmeras propagandas; que fazem desta droga licita uma coisa glamorosa e indispensável para a alegria em uma celebração ou nada do que ouço ou vejo é capaz de me explicar porquê.

Como apagar as estatísticas dos motivadores da violência que leva os que consome bebidas cometerem sandices no transito, no lar, nos estádios , na comunidade, na sociedade em todos os âmbitos na qual a bebida alcoólica nas suas variadas formar estejam inseridas.

"O VINHO é escarnecedor, a bebida forte alvoroçadora; e todo aquele que neles errar nunca será sábio." Provérbios 20: 1.

Vemos neste versículo de Provérbios quando somente o vinho na sua forma alcoólica era a bebida comumente usada já tinha como  alerta a consequência do seu consumo o escarnecimento que significa levar uma pessoa ao Desprezo; ridicularizar; desdenhar de outra atos associados a quem bebe e assim fazendo provoca invariavelmente atos de violências.

Transporte este escarnecimento para os dias atuais onde a cada dia é lançada uma nova marca ou tipo de bebidas não somente fermentadas mais aumentada na sua potencialidade de embriagar na destilação dos alcaloides contidos.

E terá o somatório final nos números alarmantes de: Assassinatos; Adultérios; Traições; Separações; Pais que enterram seus filhos quando naturalmente deveria ser o contrario, jovens que matam pela ingestão excessiva de bebidas e como se não bastassem ainda misturam vários tipos para aumentarem a euforia provocada.

Quanto a mim. Há muito tempo que experimento a verdadeira alegria que é dada por Deus através do seu Santo Espirito. "E os discípulos estavam cheios de alegria e do Espírito Santo." (Atos 13 : 52)

Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: alegrem-se! Filipenses 4:4.

Com Jesus até uma pequena provação é certeza de alegria. "Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós." Mateus 5 : 12

Posso dizer que para mim foi muito natural não sentir mais a mínima vontade de ingerir bebidas alcoólicas seja ela qual fosse. Foi como se meu corpo, alma e espirito estivesse sendo totalmente restaurado  como de fato  diz as escrituras. "Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo." II Coríntios 5 : 17.

Viver com Cristo é experimentar o que a palavra chama de Novidade de Vida "De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida." Romanos 6 : 4.

Diariamente vamos naturalmente deixando os velhos hábitos para trás e não me refiro somente a bebidas mais tudo que não edifica por mais que possa parecer como dizem “normal porque todos fazem” passa a não ter nenhum sentido.

Como o Apostolo Paulo escreveu:

"Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho." Filipenses 1 : 21.

Jesus passa ser o verdadeiro sentido de nossas vidas e ao tomamos consciência de que sem Ele nada somos capazes de fazer para resistir as tentações das coisas velhas buscamos sempre tê-lo em mente afim de que possamos reinsistir as ciladas do diabo: Finalmente, fortaleça-se no Senhor e no seu forte poder.

Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do diabo, pois a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais.

Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo.

Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça e tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz.

Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno.

Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.

Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos. Efésios 10-18.

Assim fazendo amigos (as) verão que não há a necessidade de substancias ou bebidas para que sejamos verdadeiramente felizes.

"Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo." Romanos 14 : 17.

Que o Espirito Santo de Deus possa tocar muitos corações que ainda acham que necessitam de outras motivações.

Amém.

Vivo por Jesus

segunda-feira, 11 de abril de 2011

O que nos promete a Bíblia?

 

Meus caros amigos,

Dentre os muitos sites e outras fontes que falam de Deus procuro sempre os que estão em concordância com a sua perfeita palavra e os ensinamentos de Jesus através dos Evangelhos. O http://www.chamada.com.br é um dos que estou sempre acompanhando e sugiro que quem estiver mesmo interessado em ter um encontro com Jesus que acesse.

Com a devida autorização dos responsáveis estou reproduzindo uma mensagem que considero muito importante para os que estão pretendendo caminhar com Jesus e também para os que já estão com Ele no caminho.

Ao conhecerem algumas verdades sobre a vida que os Crentes devem esperar neste mundo por terem escolhido e aceitado e andar com Jesus. Irão entender que o verdadeiro prazer não está nas coisas deste mundo. O verdadeiro prazer está no fato de servir-mos a Deus através dos mandamentos revelados por Jesus tendo a certeza que  maior prazer nos espera na vida eterna.

Não há nesta mensagem nada que seja motivo para quem realmente deseja caminhar na verdade dos Evangelhos possa escandalizar-se, pelo contrário espero que para os que já possuem um mínimo de conhecimento possam receber com discernimento dado pelo  Espirito Santo e aos que estão ainda indecisos: que saibam que viver em Cristo não é a mesma coisa de viver para o mundo achando que estão com Cristo.

A verdade é esta:

A Bíblia Nos Promete Uma Vida de Prazeres?

Quando Saulo tornou-se Paulo, uma voz divina anunciou: “Vou lhe mostrar como você poderá gozar muito melhor a sua vida!” Será que é o que realmente está escrito na Bíblia? Pelo contrário, lemos: “Eu lhe mostrarei quanto lhe importa sofrer pelo meu nome” (Atos 9.16). Foi o que Deus disse a Ananias acerca de Paulo. Portanto, foi quase o oposto do que muitos entendem hoje por vida cristã.

Prazer e sofrimento

O Novo Testamento está permeado pelo tom do sofrimento, e é justamente isso que não agrada à nossa velha natureza, que adora cuidar bem de sua carne e de gozar a vida. Paulo e Barnabé, por exemplo, exortaram os discípulos “a permanecer firmes na fé; e mostrando que, através de muitas tribulações, nos importa entrar no reino de Deus” (Atos 14.22).

Paulo, o apóstolo dos gentios, lembra a Timóteo, seu discípulo mais fiel, que “todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos” (2 Tm 3.12).

Isso não soa como uma vida de prazeres e de riqueza abundante, como tanto se apregoa hoje em dia. Temos inclusive uma carta inteira no Novo Testamento que se ocupa com o tema do sofrimento: a Primeira Epístola de Pedro. Ele explica que a fé é provada e aprovada através do sofrimento (1 Pedro 1.6-7). Portanto, em completa oposição à sociedade caracterizada pelo entretenimento e ao cristianismo que confunde discipulado com diversão e festa. Aos crentes da Ásia Menor, Cristo é apresentado como exemplo naquilo que sofreu, para que sigamos os Seus passos (1 Pedro 2.21).

Será que não acabamos literalmente criando um outro evangelho, um evangelho de bem-estar, que afaga o ego e o velho Adão?

Jesus e o sofrimento

A Carta aos Hebreus menciona, inclusive, que nosso Senhor, “embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu” (Hebreus 5.8). Se isso foi válido para o Filho de Deus, quanto mais vale para nós! O servo, como se sabe, não está acima de seu Mestre.

Pedro diz ainda mais: “Ora, tendo Cristo sofrido na carne, armai-vos também vós do mesmo pensamento; pois aquele que sofreu na carne deixou o pecado, para que, no tempo que vos resta na carne, já não vivais de acordo com as paixões dos homens, mas segundo a vontade de Deus” (1 Pedro 4.1-2).

Tema recorrente

Sofrimento e não prazer ou bênçãos materiais é o tema recorrente nas cartas dos apóstolos. Paulo chega a dizer: Porque vos foi concedida a graça de padecerdes por Cristo e não somente de crerdes nele” (Filipenses 1.29). De forma semelhante, Pedro admoesta em sua carta: “Amados, não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecendo; pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cristo, para que também, na revelação de sua glória, vos alegreis exultando” (1 Pedro 4.12-13).

A fé é provada e aprovada através do sofrimento.

Será que isso ainda é proclamado em nossa sociedade de consumo, que já chega a “celebrar” o discipulado e a vida cristã? Será que frases tão negativas não deveriam ser sumariamente riscadas da Bíblia? Não acabamos literalmente criando um outro evangelho, um evangelho de bem-estar, que afaga o ego e o velho Adão?

Sem rodeios

Aos coríntios, que igualmente estavam em perigo de exercer poder e “domínio”, Paulo escreve sem rodeios: Já estais fartos, já estais ricos; chegastes a reinar sem nós; sim, tomara reinásseis para que também nós viéssemos a reinar convosco. Porque a mim me parece que Deus nos pôs a nós, os apóstolos, em último lugar, como se fôssemos condenados à morte; porque nos tornamos espetáculo ao mundo, tanto a anjos, como a homens. Nós somos loucos por causa de Cristo, e vós, sábios em Cristo; nós, fracos, e vós, fortes; vós, nobres, e nós, desprezíveis. Até à presente hora, sofremos fome, e sede, e nudez; e somos esbofeteados, e não temos morada certa, e nos afadigamos, trabalhando com as nossas próprias mãos. Quando somos injuriados, bendizemos; quando perseguidos, suportamos; quando caluniados, procuramos conciliação; até agora, temos chegado a ser considerados lixo do mundo, escória de todos” (1 Co 4.8-13).

Isso soa como prazer, sucesso, conforto e prosperidade? É quase o oposto de tudo aquilo que hoje nos é apresentado simuladamente pelos “evangelistas da prosperidade” como se fosse o Evangelho de Cristo.

Negativo e derrotista?

Para que minhas palavras não sejam interpretadas como uma defesa do sofrimento e uma declaração de derrotismo cristão, devo mencionar que Deus deseja que “vivamos vida tranquila e mansa, com toda piedade e respeito” (1 Tm 2.2). Na mesma Carta a Timóteo está escrito: “Exorta aos ricos do presente século que não sejam orgulhosos, nem depositem a sua esperança na instabilidade da riqueza, mas em Deus, que tudo nos proporciona ricamente para nosso aprazimento” (1 Timóteo 6.17).

O Senhor nos promete, sim, uma vida abundante (João 10.10), porque para os cristãos as questões primárias da culpa e do sentido da vida já estão resolvidas.

Somos gratos por toda a paz e pelo bem-estar que a graça de Deus tem nos concedido no mundo ocidental por um tempo admiravelmente longo. Mas fazer dessa realidade um evangelho é, brandamente falando, contradizer o espírito do Novo Testamento. O Senhor nos promete, sim, uma vida abundante (João 10.10), porque para os cristãos as questões primárias da culpa e do sentido da vida já estão resolvidas. Em obediência a Deus, o discípulo de Jesus pode ter, sim, muita alegria, alegria plena (1 João 1.4). Mas essa alegria é em primeiro lugar espiritual e não está, necessariamente, refletida no nível material.

Movido pela alegria

Quando Paulo ditou sua carta “movida pela alegria” aos filipenses exortando os crentes a “alegrar-se sempre” (Filipenses 4.4), ele próprio encontrava-se algemado na prisão.

Discutindo com os super-apóstolos

Em suas discussões com pregadores “poderosos” e triunfalistas, que Paulo chama ironicamente de “sábios”, “fortes”, “nobres” (1 Coríntios 4.10), ele se gloria de sua própria fraqueza (2 Coríntios 12.9), especialmente porque esses falsos mestres se vangloriavam de seu grande poder e de sua própria autoridade. Eles também passavam a ideia de que apenas através deles o mundo daquela época fora alcançado com um evangelho “poderoso” e “pleno” (2 Coríntios 10.12-16). Paulo contrapõe a esses falsos apóstolos e obreiros fraudulentos, como também os chama, a extensa lista de seus próprios sofrimentos (2 Coríntios11.22-23), provando que ele era um apóstolo legítimo.

Isso ainda é pregado atualmente? Isso ainda é proclamado nos programas cristãos de televisão? Os apóstolos residiam em belas casas e lá ditavam suas cartas? A visão mais profunda dos mistérios do tempo da graça é fornecida por Paulo nas cartas aos efésios e aos colossenses, que ele escreveu quando se encontrava encarcerado. Em seu discurso de despedida em Mileto ele disse: “o Espírito Santo, de cidade em cidade, me assegura que me esperam cadeias e tribulações” (Atos 20.23). Isso não soa como a expectativa por eventos especialmente prazerosos.

Vida de prazeres?

Humildade, lágrimas, provações, ciladas, cadeias e tribulações, de fato, uma vida “de prazeres”! Mesmo quando Paulo suplicou por uma vida física mais ou menos normal, sem o espinho na carne, seu pedido não foi atendido. Será que ele não deveria ter enfrentado essa limitação física com visualização ou pensamento positivo? Esse homem de Deus podia dizer de si mesmo: “...pobres, mas enriquecendo a muitos; nada tendo, mas possuindo tudo” (2 Coríntios 6.10). Devemos temer, com justiça, que muitos dos pregadores de sucesso de nossos dias literalmente invertem a ordem das coisas: “ricos, mas empobrecendo a muitos”.

Todo esse evangelho da prosperidade e do bem-estar é um cumprimento de 2 Timóteo 4.3, onde está escrito que os homens dos últimos dias cortejarão mestres por cujas palavras sentem coceira nos ouvidos, mestres que os agradem. Muitos gostariam de ouvir que Deus quer nos fazer grandes, ricos, saudáveis e poderosos. Essa era a mensagem dos amigos de Jó, que não conseguiam entender que Jó enfrentava tanto sofrimento por se encontrar dentro da vontade de Deus.

Paulo explicou: que os “crentes” dos últimos dias não apenas serão “amantes de si mesmos” (2 Tm 3.2, Ed. Revista e Corrigida) mas “mais amigos dos prazeres (tradução literal da palavra grega “philedonos”) que amigos de Deus” (2 Tm 3.4).

Uma geração hedonista

Esta é a mensagem para uma geração hedonista, como Paulo explicou: que os “crentes” dos últimos dias não apenas serão “amantes de si mesmos” (2 Tm 3.2, Ed. Revista e Corrigida) mas “mais amigos dos prazeres (tradução literal da palavra grega “philedonos”) que amigos de Deus” (2 Tm 3.4).

Será que Jesus também ofereceu uma falsa fé? Ele disse à igreja de Esmirna: “Não temas as coisas que tens de sofrer. Eis que o Diabo está para lançar em prisão alguns dentre vós, para serdes postos à prova, e tereis tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida” (Apocalipse 2.10).

O oposto do triunfalismo

Isso é totalmente oposto ao atual triunfalismo do evangelho da prosperidade. É monstruoso o que é tolerado e propagado na cristandade contemporânea. Esta geração ocidental literalmente criou um evangelho resumido e derivado de seu hedonismo, de sua amoldagem ao espírito da época, de sua loucura por saúde, bem-estar e entretenimento, de seu desejo por prazeres carnais e de sua auto-estima.

Pobre, miserável, cego e nu

Talvez a melhor caracterização da situação espiritual desses pregadores e adeptos do evangelho da prosperidade e do bem-estar seja a declaração de Jesus Cristo a uma igreja próspera e abastada, mal acostumada ao sucesso, a igreja de Laodicéia: “pois dizes: Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma, e nem sabes que tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu” (Apocalipse 3.17). (Alexander Seibel - http://www.chamada.com.br)

"Quem tem ouvidos para ouvir, ouça."  (Mateus 11 : 15)

Amém

Vivo por Jesus - Cópia

domingo, 10 de abril de 2011

Servir a Jesus é ser livre.

 

cativos

Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos; E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8:31,32

Quando Jesus falou isso para os Judeus que ouviam seus ensinamentos eles ficaram escandalizados. Afinal para uma pessoa ser considerada livre haveria de estar ou estado presa. O que mesmo crendo no que Jesus pregava ainda não tinha ficado claro para eles, era que Jesus se referia a prisão pelo desconhecimento da verdadeira vontade de Deus e uma das principais características de quem vive preso a este engano é o pecado.

Jesus respondeu: "Digo-lhes a verdade: Todo aquele que vive pecando é escravo do pecado. João 8:34.

O pecado além de nos manter preso espiritualmente ao inimigo de Deus nos impede o agir de Deus em nossas vidas, dai o motivo de muitos serem atingidos pelas mais variadas formas de sofrimento, por isso que Jesus esclareceu aos que demonstravam estar crendo em suas palavras que não adiantaria nada se não permanecestes nelas.

Apesar de vemos em varias culturas, crenças e tradições homens apregoando a condição dos homens em realizarem obras dignas de serem vistas como caridosas e cheias de boas intenções, não encontraremos subsídios para estas praticas pelo sentido ais quais estas pessoas querem associar. Fazendo parecer que basta uma boa ação para que seus pecados sejam atenuados ou até perdoados. Isto é uma grande mentira e pessoa que se dizendo falar em nome de Deus ensina tal forma de alcançar a liberdade dos seus muitos pecados darão conta dos seus falsos ensinamento que estão diariamente fazendo com que milhões de pessoas não possam através somente da palavra de Deus tomar conhecimento do filho Jesus Cristo e serem libertas.

Os vários significados encontrados pelo homem para o uso do termo Liberdade sugere que aparentemente estejamos vivendo esta tão aludida condição.

(latim libertas, -atis) s. f.

1. Direito de proceder conforme nos pareça, contanto que esse direito não vá contra o direito de outrem.

2. Condição do homem ou da nação que goza de liberdade.

3. Conjunto das ideias liberais ou dos direitos garantidos ao cidadão.

4. Fig. Ousadia.

5. Franqueza.

6. Licença.

7. Desassombro.

8. Demasiada familiaridade.

Aparentemente são valores extremamente nobres e de alta relevância para a vida em sociedade. Mais bastou uma observação mais apurada e criteriosa quando a sua pratica pela maneira exata do sentido dado, para vemos o quanto ela é frágil e passível de ser cumprida em partes e não pela sua forma única e verdadeira desejada.

A definição de liberdade pela ótica humana começa a desmoronar quando vemos que a maioria da população mundial vive pelo regime do capitalismo que é apropriadamente pelos seus praticantes que a apelidaram de: Capitalismo Selvagem.

Talvez até convenientemente inspirado no fato de que estimula pelas suas características a qual avalia o cidadão pelo que possuem e não pelo que é. Levando-nos a uma competição que começa a ser apresentada aos homens deste a infância onde crianças são estimuladas a disputas para terem sempre a melhores notas e esta competitividade vai ao longo do tempo minando sua capacidade de avaliar que o mundo não gira ao seu redor como parece, não deixando compreender que os seus direitos terminam a onde começa o do outro.

Está perda de capacidade de entender onde os seus limites terminam estão levando-as a pratica da competição de vida ou morte. Passando agora a não mais enxergar o próximo como um competidor e sim como um obstáculo a ser tirado do caminho, fazendo com que até o assassinato seja visto como uma forma de obter o desejado. Afinal não vemos isto diariamente acontecendo: nos filmes, nas novelas e na vida real? E de onde vem está inspiração? Da sua liberdade? Ou do seu pecado.

Depois fala da condição do homem ou de uma nação. Com os índices de violência registrados somente no nosso País qual de vocês pode afirmar que vivem em liberdade plena de direitos? Sem grandes nas janelas das casas, sistemas de seguranças, guardas costas, armados, com medo, seguros para a casa, carro e até para própria vida. A liberdade com preço mais sem garantia.

Agora vem a definição que mais parece confundir as pessoas: Conjunto das ideias liberais ou dos direitos garantidos ao cidadão.

Maravilhosa retorica para uma sociedade hipócrita em que uma minoria abastada ou dita politicamente engajada. Confunde-se propositalmente no que seria uma condição de igualdade de direitos para todos independentemente do que possua ou represente na sociedade. E alegam que mais direitos tem os que mais sabem e possui, elevando-se naturalmente a um patamar social que lhes permitem aprisionar pessoas não mais como escravos de fatos, mais como empregados legais mais sem muitos direitos, uma vez que eles mesmos determinam aquilo o que é direito ou não: para eles.

As outras condições se perdem por sim só nas muitas outras praticas injustas e altamente segregatórias imposta pela nossa atual sociedade.

Jesus não foi ativista do socialismo como alguém já disse e nem veio promover revolução contra os falsos princípios de direitos estabelecidos pelos homens. Jesus não tinha interesse algum, materialmente falado pelo mundo.

Ele veio ao mundo, viveu no mundo para mostrar aos homens que a liberdade verdadeira não estaria e nem seria vivida neste mundo sem que eles conhecessem o Reino que Deus tem preparado para aqueles a que o ama.

Todos os argumentos ou formas de liberdade que aos longos dos séculos os homens pensam terem sido estabelecidas, não passam de repetições ou tentativas de melhoria das injustiças cometidas no passado e assim foi e será enquanto não se entregarem a Jesus. Pois assim como no passado os Judeus fecharam a mente a verdade ainda hoje os homens persistem em não ver o que lhe é oculto como por um véu. Não foi retirado, porque é somente em Cristo que ele é removido. II Coríntios 3:14c.

É preciso para que seja alcançada a verdadeira liberdade que possamos entender que esta condição não é apenas uma postura em relação à pessoa em si mesma e vai além dos conceitos estabelecido pela humanidade. É uma condição espiritual.

Mas quando alguém se converte ao Senhor, o véu é retirado.

Ora, o Senhor é o Espírito e, onde está o Espírito do Senhor, ali há liberdade. II Coríntios 3:16,17.

Jesus ensinava que a verdadeira liberdade era estar livre das amarras das obrigações da lei de Moisés no Antigo Testamento. Hoje as amarras que ainda impede muitos a serem livres são as muitas tradições, regras e condições que são passadas como sendo quase que um pagamento pela liberdade. Mais não é o que Jesus mandou ensinar no Novo Testamento.

Foi para a liberdade que Cristo nos libertou. Portanto, permaneçam firmes e não se deixem submeter novamente a um jugo de escravidão. Gálatas 5:1.

Vocês, que procuram ser justificados pela lei, separaram-se de Cristo; caíram da graça. Gálatas 5:4.

Jesus não perguntava aos que criam nele  eram batizados e seguia-o; o que eles haviam feito, quantos pecados haviam cometidos? Jesus não estabelecia penitência, dizimo oferta ou qualquer outra forma de pagamento. Ele só ensinava que a pessoa deveria arrependesse-se e parar de pecar.

A falsa e ilusória liberdade que a nossa sociedade diz viver a estar cada vez mais a levando ao afastamento da verdadeira e única liberdade que vem somente através de Jesus. Todo ou qualquer ensinamento que te digam estar conduzido o homem a serem livres e que não sejam através de Jesus são pura perda de tempo e o seu fim não será outro que não a permanência na condição de servo.

Esses homens são fontes sem água e névoas impelidas pela tempestade. A escuridão das trevas lhes está reservada, pois eles, com palavras de vaidosa arrogância e provocando os desejos libertinos da carne, seduzem os que estão quase conseguindo fugir daqueles que vivem no erro.

Prometendo-lhes liberdade, eles mesmos são escravos da corrupção, pois o homem é escravo daquilo que o domina. II Pedro 17-19.

A continuidade do viver em pecado não só mantém a pessoa escravo como também irá conduzi-la cada vez mais a morte prematura.

"Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor." Romanos 6 : 23

Jesus não obrigava e nem obriga a ninguém aceita-lo, porém as verdades dos seus ensinamentos estão ai a vista para todos que queiram ver. Todos estes eventos que sucessivamente tem levados os homens a cometerem todas as formas e praticas de pecados. Só não é compreendida como pela ação de uma força espiritual contrária a verdadeira liberdade da humanidade pelos homens de má vontade.

Ao longo dos tempos a palavra de Deus tem sido levada aos quatro cantos do mundo e mesmo assim até hoje você se recusa a ler o que Jesus deixou de legado para humanidade: Os seus ensinamento! Sem eles o homem nunca experimentará a verdadeira liberdade.

Foi para isso que Deus enviou Jesus.

Para que todo o que nele crer tenha a vida eterna.

Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.

Pois Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, mas para que este fosse salvo por meio dele.

Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus.

Este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas, e não a luz, porque as suas obras eram más.

Quem pratica o mal odeia a luz e não se aproxima da luz, temendo que as suas obras sejam manifestas.

“Mas quem pratica a verdade vem para a luz, para que se veja claramente que as suas obras são realizadas por intermédio de Deus”. João 3: 15-21.

Não seja iludido, não se trata somente de uma questão de Fé. É na verdade uma questão de Liberdade ou Morte.

Decida-se agora por Jesus antes que seja tarde.

"E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna." (I João 2:25)

Amém.

Vivo por Jesus - Cópia